Ford Gran Torino: um clássico nas mãos de Clint Eastwood

Gran Torino

Muitos carros já ganharam espaço nas telonas dos cinemas e ficaram internacionalmente conhecidos por suas aparições em grandes filmes. Mas nenhum teve o privilégio de colocar seu nome no título de um blockbuster como fez o Gran Torino, veículo da Ford que pertenceu a ninguém menos que Clint Eastwood no filme homônimo, de 2008.

O eterno caubói interpreta Walt Kowalski, um veterano de guerra polaco-americano e seu Gran Torino Sport 1972 é o único importante bem material que lhe resta no fim da vida. O carro sofre uma tentativa de roubo sem sucesso por parte de Thao, o asiático de etnia Hmong que acaba virando seu amigo ao longo da trama.

A história do modelo começa com a fabricação do Ford Torino, produzido de 1968 a 1976. Ganhou esse nome em homenagem à cidade de Turim (Torino, em italiano), considerada a Detroit italiana pela tradição em produção de veículos. O carro é uma espécie de geração futura do Ford Fairlane.

Torino

A partir de 1972, a montadora norte-americana começou a fabricação do Gran Torino. O modelo fez tanto sucesso que naquele ano se tornou o veículo médio mais vendido no mercado, com pouco mais de 496 mil unidades fabricadas. O carro de Eastwood no filme é um Gran Torino Sport (antes chamado de Torino GT), também produzido a partir de 72.

O lançamento do Gran Torino marca o início da decadência dos “muscle cars”, veículos de motor extremamente potente. No caso desse Ford, por exemplo, a empresa reduziu consideravelmente o tamanho dos motores, diminuindo também a potência.

Torinos pré-1972 de motor V8 chegavam a quase 400cv, o de 1972 não passava de aproximadamente 205cv.

Originalmente, o carro do filme estava abandonado e foi oferecido por um antigo funcionário da Ford a um restaurador chamado Jim Craig. Craig trabalhou no veículo e colocou ele à venda no eBay, onde ficou por pouco tempo até ser comprado por Larry Stelling, coordenador de transporte da equipe de Clint Eastwood, diretor do filme.

O ator e diretor ficou tão encantado com o Gran Torino que o comprou da Warner para a sua coleção pessoal de carros. Duas características marcantes do modelo são as rodas Magnum 500 e a “Laser Stripe” que corta toda a lateral do carro. Um clássico que reviveu seus tempos áureos nas mãos de uma lenda do cinema.

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »