Dodge Charger R/T 1970: o (grande) carro de Velozes e Furiosos

Dodge Charger R/T 1970

O primeiro filme da franquia Velozes e Furiosos (2001) marcou toda uma geração de garotos que via nos carros tunados um verdadeiro mundo de fantasia sobre quatro rodas. Em uma história na qual o neon, o nitro e as cores chamativas ditavam regra, um clássico apareceu para mostrar quem mandava nas ruas: o Dodge Charger R/T 1970 preto de Dominic Toretto (Vin Diesel).

Na trama, o veículo pertencia ao pai dele, que morre em um choque durante uma corrida de stock car. Toretto diz ter medo de se arriscar a dirigir o carro, mas vai reformando o Dodge ao longo dos anos e faz uma aparição triunfal no fim, quando disputa um racha contra o Toyota Supra de Brian O’Conner (Paul Walker).

Seu Dodge acaba destruído após ser atingido por um caminhão, mas o modelo volta a aparecer no Velozes e Furiosos 4 com algumas diferenças físicas. Antes de colocar essas distinções na mesa, um breve histórico do que era o Charger original e como ele foi modificado para fazer parte do filme.

O Dodge Charger de 1970 marcou o último lançamento da segunda geração do clássico. Tinha como características físicas o para-choque cromado e diferentemente da maioria de Chargers anteriores, não tinha a grade frontal dividida ao meio. Cerca de 9300 R/Ts daquele ano foram fabricados pela Dodge.

O motor do original que inspirou o de Toretto era um 440 Magnum V8, se aproximando dos 400cv de potência. No primeiro filme, Vin Diesel diz que sua máquina tem 900cv. Suas principais modificações em relação ao modelo original foram as rodas centerline, o supercharger que sai do capô e o nitro.

Do primeiro para o quarto filme, o modelo apresenta mudanças a começar pela cor: antes um preto metálico, depois um preto (ou cinza, talvez) fosco. Também mudou a grade frontal, que passou a ser de tela, e o para-choque dianteiro, que não era mais cromado.

Velozes e Furiosos

Para o quinto filme, todas as rodas pretas, cor cinza, grade original e o supercharger removido. No sétimo e último em que aparece, volta o supercharger e o jogo de rodas muda novamente. Todos os Dodger Chargers R/T 1970 foram destruídos ao longo da história, para desespero dos fãs de “muscle cars” e do próprio modelo.

Ao todo, 35 Chargers de diferentes anos e modelos foram usados para as gravações da franquia inteira. Além do clássico R/T 1970, Vin Diesel dirigiu outros cinco modelos de Charger nos filmes: um 1969 off-road, um 1969 Daytona, um SRT8 de 2010, um R/T da polícia ano 2011 e um SRT8 2013.

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »